Missão e visão

Fundação da Juventude

A Fundação da Juventude é uma instituição privada, de interesse público, sem fins lucrativos, focada na Formação, Empreendedorismo e apoio ao Emprego Jovem.

Foi criada por escritura notarial a 25 de setembro de 1989, com o apoio de 21 instituições públicas e privadas, e declarada instituição de utilidade pública em março de 1990.

De âmbito nacional, a Fundação tem Sede na cidade do Porto, e conta ainda com uma Delegação na Região de Lisboa e Vale do Tejo. Desde a sua criação, a Fundação da Juventude soube reforçar a sua atuação estabelecendo protocolos e acordos de cooperação, ou parcerias com centenas de organizações ou entidades, públicas e privadas, nacionais e internacionais, tendo já muitos milhares de jovens beneficiado dos seus projetos, nas diversas áreas de atividade, sendo que algumas centenas prestaram voluntariamente serviços à Fundação e sem os quais não seria possível ter chegado tão longe.

A Fundação da Juventude é hoje uma instituição de intervenção de âmbito nacional, que há mais de 26 anos leva a cabo a sua missão de promover a integração de jovens na vida ativa e profissional, formar cidadãos esclarecidos e despertar o interesse por uma participação ativa na sociedade. Uma instituição visionária, que apostou numa forma de intervenção que fez escola e que se constitui como exemplo de atuação para entidades públicas e privadas. Uma instituição que, consciente da sua maturidade, prepara uma maioridade de forma renovada e apta para os novos desafios de intervenção na área da Juventude.

MISSÃO

Na prossecução das suas atribuições e no cumprimento dos seus Estatutos, a Fundação da Juventude tem por missão realizar ou apoiar iniciativas dirigidas expressamente aos jovens e destinadas a promover a integração dos mesmos na vida adulta e profissional, com caráter social ou cultural, através de:

a) Ações de estímulo e apoio à capacidade empreendedora e de iniciativa dos jovens;

b) Atividades de formação profissional e de integração ou reintegração profissional, designadamente promoção de estágios e de bolsas de estudo e de investigação;

c) Ações de apoio e intervenção social que visem inibir ou contrariar situações de exclusão ou marginalização social e promover uma maior autonomia;

d) Ações de formação, informação e demonstração para e de jovens, que visem permitir-lhes o acesso à cultura, às artes e à criatividade, bem como ações de defesa do património e do meio ambiente;

e) Atividades e programas de formação e de sensibilização dos jovens, para a ciência, tecnologia, investigação e desenvolvimento;

f) Ações de aprendizagem intercultural e de cooperação internacional;

g) Atividades de voluntariado e de solidariedade inter-geracional;

h) Estudos sobre as problemáticas juvenis.

A prossecução da missão da Fundação da Juventude, consubstanciada no cumprimento dos seus objetivos estratégicos e dos compromissos assumidos com o Estado, os seus Fundadores, a Sociedade Civil, em geral, traduz-se nesta vontade intrínseca de realizar, promover e apoiar, naquilo que lhe cabe a si enquanto instituição sem fins lucrativos na área da juventude e detentora do estatuto de utilidade pública, essas mesmas iniciativas tendo em vista a promoção da integração dos jovens na vida ativa e profissional, no pressuposto de que serão estes a protagonizar o crescimento e o desenvolvimento económico nacional.

Visão

A Fundação da Juventude como uma instituição sem fins lucrativos de referência na área da Juventude em Portugal, apostada na empregabilidade, no empreendedorismo, na ciência e tecnologia, na informação e investigação, na intervenção social e na formação cívica e cultural, com presença transversal à sociedade portuguesa e aos seus jovens, interventiva e com ação de proximidade com especial atenção aos jovens com menos oportunidades.

Parceira social do estado e da sociedade civil, mobilizadora de pessoas e instituições e catalisadora de dinâmicas locais e nacionais de desenvolvimento social e capacitação individual e coletiva tendo em vista a promoção da inserção dos jovens portugueses na vida ativa e profissional.

No âmbito da sua Missão e Visão a Fundação estabeleceu como Vetores Estratégicos de atuação os seguintes:

  • Formação Profissional
  • Emprego e Empreendedorismo
  • Cidadania e Voluntariado
  • Criatividade e Inovação
  • Ciência e Tecnologia

Atividades estratégicas/ emprego e empreendedorismo

A Fundação da Juventude tem desenvolvido um conjunto de iniciativas estratégicas, ao nível do Emprego e Empreendedorismo, que importa destacar:

PROJETOS NACIONAIS

PEJENE – Programa de Estágios para Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas (desde 1993):

O PEJENE, já na sua 25ª Edição, desde 1993, está direcionado para estudantes do ensino superior que se encontram a frequentar o último ou penúltimo ano (Licenciatura, Mestrado ou Mestrado Integrado). Tem como objetivo principal valorizar o curriculum vitae dos jovens enquanto estudantes, de forma a facilitar-lhes a inserção futura no mercado de trabalho. Os estágios decorrem entre os meses de julho e setembro, tendo a duração mínima de 2 meses e máxima de 3 meses. As entidades de acolhimento são empresas privadas ou públicas, instituições privadas ou públicas, associações, ONG, autarquias. Têm sido parceiros institucionais o IEFP, o IPDJ e a Companhia de Seguros Tranquilidade Entre 2010 e 2016 o Programa PEJENE proporcionou um total de 2.864 estágios a jovens do ensino superior em 1.402 entidades de acolhimento com uma taxa de empregabilidade sempre superior a 15%.

[Image: PEJENE]

PE MAAT – Programa de Estágios do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (desde 2007):

O PE MAAT, já na sua 20ª Edição, está direcionado para estudantes do ensino superior (com idades entre os 18 e os 25 anos, a frequentar, preferencialmente, cursos com componentes em Física, Eletricidade, Eletrónica, Química, Energia ou Ambiente, Artes Plásticas, Escultura, Pintura, Design, Património, Produção e Gestão Cultural, História da Arte e Museologia), cujo objetivo principal é proporcionar o aprofundamento dos seus conhecimentos técnico-científicos através do confronto com um público não especialista, desenvolvendo também as suas capacidades pessoais de liderança, gestão de grupos, espírito de iniciativa e de equipa, compromisso e disciplina, através do contexto real de funcionamento do Museu da Eletricidade. Os estágios têm a duração de 6 meses, e podem ser alargados até aos 12 meses. O parceiro estratégico e institucional é a Fundação EDP através do Museu da Eletricidade. Programa PE MAAT promoveu, entre 2010 e 2016, um total de 281 estágios a jovens do ensino superior.

[Image: PE MAAT]

Santander Jovem - Programa de Estágios nas PME’s (desde 2016):

O Banco Santander Totta e a Fundação da Juventude promovem, pela 1ª vez em 2016, o Santander Jovem – Programa de Estágios nas PME’s, através do qual são atribuídas 200 bolsas de estágio para Licenciados e Mestres, há menos de 2 anos, nas PME’s durante 3 meses. Este programa de estágios é um forte contributo para facilitar o acesso ao primeiro emprego de diplomados do Ensino Superior e também por dotar as PME´s de novos talentos recém-formados. Com este Programa, os recém-diplomados complementam a sua formação, colocando em prática, em ambiente empresarial, os conhecimentos adquiridos ao longo da sua formação académica. Os estágios Santander Jovem têm a duração de 3 meses, e para além da experiência proporcionada aos estagiários, estes recebem ainda uma bolsa mensal no valor de 550€ e beneficiam de um Seguro de Acidentes Pessoais. Em 2016, 50 jovens iniciaram estágio, tendo a taxa de empregabilidade verificada sido de 50%.

[Image: Santander Jovem]

STARTUP JUVENTUDE:

A Fundação da Juventude lançou recentemente a StartUP Juventude, iniciativa estratégica de apoio e estímulo ao Empreendedorismo Jovem, um dos seus vetores estratégicos de atuação tendo em vista a inserção dos jovens na vida ativa e profissional.

Da StartUP Juventude faz parte o Programa NIDE – Ninhos de Empresa e todas as iniciativas desenvolvidas pela Fundação da Juventude na promoção da educação para o empreendedorismo.

Os Ninhos de Empresas – StartUP Juventude são os espaços de incubação e co-working da Fundação da Juventude, que integram a RNI – Rede Nacional de Incubadoras, criada pela Iniciativa StartUP Portugal, e que se encontram Acreditados para a Prestação de Serviços de Incubação no âmbito dos projetos de “Vale Incubação”.

Os Ninhos de Empresas – StartUP Juventude, no Porto e Lisboa, já se encontram abertos, estando estes espaços dotados de apoio técnico, material e logístico, para o exercício de atividades empresariais, com soluções de co-working e serviço de escritório virtual bem como benefício de um conjunto de parcerias exclusivas com várias entidades de referência.

www.startupjuventude.pt

[Image: NIDE]

NIDE – Ninho de Empresas (desde 1991):

A Fundação da Juventude aposta no desenvolvimento do empreendedorismo de base local, qualificado e criativo, com especial enfoque na área das indústrias criativas, e também da inovação social, facilitando a criação de empresas por iniciativa de jovens empreendedores, com especial atenção para os jovens recém-formados, aproveitando as dinâmicas locais do Porto e de Lisboa, apostando na incubação e na formação.

Os Ninhos de Empresas são espaços físicos de incubação, dotados de apoio técnico, material e logístico, para o exercício de atividades empresariais, com soluções de co-working e serviço de escritório virtual bem como benefício de um conjunto de parecerias exclusivas com várias entidades de referência.

O Programa NIDE, em vigor desde 1992, permitiu já a criação e desenvolvimento de 600 empresas e 3.500 postos de trabalho pela mão de 700 jovens empreendedores.

[Image: NIDE]

SPACE4U – Co-Work Solidário (de 2011 a 2014):

A Fundação da Juventude, enquanto entidade com larga experiência em projetos de apoio ao empreendedorismo jovem, foi convidada pela Fundação São João de Deus, a protocolar em 2011 o desenvolvimento do SPACE4U nas suas instalações (localizadas junto ao Campo Pequeno, em Lisboa). Esta solução permitia a utilização de um espaço de trabalho, em open space, partilhado com outras pessoas, permitindo troca de ideias, partilha de conhecimentos, sinergias que potenciam o negócio de cada um a custos controlados e de acordo com as necessidades de cada profissional. São disponibilizados serviços de orientação, de criação de redes de negócio e promoção e divulgação dos serviços e produtos. No início de 2015, com a saída da FJ das instalações localizadas junto ao Campo Pequeno, deu-se por concluído este Programa.

Roteiro Nacional do Empreendedorismo Jovem (2013):

O Roteiro Nacional do Empreendedorismo, intitulado “Faz a tua oportunidade ”, pretendeu motivar os jovens, promover as suas competências empreendedoras e contribuir para o desenvolvimento do espírito de iniciativa.

projeto dirigiu-se a jovens com idades entre os 18 e os 30 anos, interessados no desenvolvimento do seu potencial empreendedor, estudantes universitários, recém-licenciados, desempregados, candidatos a primeiro emprego. Para ajudar na concretização destes objetivos, o Roteiro proporcionou a apresentação de oportunidades, recursos e fontes de financiamento para projetos a ser realizados no âmbito do Programa Juventude em Acção. Todas estas finalidades foram trabalhadas sob a forma de objetivos gerais a serem atingidos pelos participantes no Roteiro, através de uma abordagem formativa e informativa, com a duração de um dia.

O Roteiro Nacional do Empreendedorismo envolveu 580 jovens participantes de 17 Instituições de Ensino Superior.

[Image: Roteiro Nacional do Empreendedorismo Jovem ]

Jornadas da Juventude (2014):

O projeto das Jornadas da Juventude teve como objetivo reunir jovens trabalhadores, lideres juvenis, especialistas e decisores políticos para, em conjunto, trabalharem assuntos relacionados com os problemas globais que afetam a juventude, tais como a educação, o desemprego e a inclusão social. O projeto teve como atividades de preparação das Jornadas, propriamente ditas, um conjunto de 3 debates locais, em formato de mesas redondas, tendo sido realizados em diferentes regiões (Norte - Porto, Universidade do Porto; Centro – Lisboa, Universidade de Lisboa; e Sul – Faro, Universidade do Algarve) durante os 12 meses do projeto que antecederam as Jornadas da Juventude, realizadas entre 11 e 13 de Dezembro, em sessões plenárias de apresentação dos resultados dos debates/mesas redondas, que tiveram lugar em Santa Maria da Feira.

O projeto foi disseminado através de um website oficial através do qual foi criado um Fórum online com o objetivo de fomentar o debate aberto, inclusivo e participativo do maior número possível de jovens e lançado um inquérito online que serviu de ponto de partida para os debates regionais.

O projeto das Jornadas da Juventude envolveu a participação de 400 jovens, entre os debates regionais e a conferência final nacional em Santa Maria da Feira.

[Image: Jornadas da Juventude ]

PROJETOS INTERNACIONAIS EM PARCERIA:

EYP – EMPOWERING YOUTH POTENCIAL (2015/2016):

O projeto EYP tem como objetivo ajudar a transição dos jovens do ensino para o mercado de trabalho. Com foco na melhoria da equidade e inclusão, competências transversais e educação para o empreendedorismo, o EYP visa aumentar o espírito empreendedor e as competências dos participantes para aumentar a inclusão social e a integração em redes europeias.

O projeto tem por base a realização de 2 Atividades de Aprendizagem de Empreendedorismo Jovem que foram realizadas em Itália (Abril de 2016) e em Espanha (Julho de 2016) bem como a realização de uma Conferência Internacional que terá lugar em Novembro deste ano com a apresentação dos resultados finais. As Atividades de Aprendizagem realizados em Itália e Espanha tiveram a duração de cinco dias cada uma, para cerca de 6 jovens por país participante, tendo tido os jovens a oportunidade de fazer visitas de estudo nos países participantes a start-ups e PME’s, participar em workshops e debates com especialistas.

São parceiros do projeto a Fundación Acción Social Educación y Tiempo Libre ESPLAI, Espanha; a "Legjobb vagyok" (“I am the Best”), Hungria; e a ONGD Eurocultura, Itália. O projeto foi financiado pelo Programa Erasmus + Juventude em Ação.

O projeto tem a duração total de 16 meses, sendo estimada a participação de cerca de 100 jovens na Conferência Internacional do Porto para além dos 44 jovens que já participaram nas Atividades de Aprendizagem.

[Image: Jornadas da Juventude ]

“Fora da Caixa” (2015):

Projeto de intercâmbio internacional de jovens, organizado pela Fundação da Juventude em parceria com a Fundació Catalana de l’Esplai, Barcelona, e com o Pelouro da Educação, Desporto e Juventude da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira.

O programa propôs aos jovens participantes, com diferentes perfis sócio-demográficos partilhar experiências, boas práticas de forma lúdica, desenvolver as suas competências de cidadania activa, bem como a sua capacidade criativa e de interacção com outros jovens europeus, num contexto bilingue e intercultural focalizado na superação de barreiras sociais, económicas, e culturais.

O projeto foi financiado pelo Programa Erasmus + Juventude em Ação.

O projeto permitiu a participação de 30 jovens com menos oportunidades, de nacionalidade portuguesa e espanhola, com idades entre os 18 e os 25 anos.

[Image: Fora da Caixa]

TRESCA EUROPE (2014/2015)

O TRESCA JOVE EUROPE é um projeto de inclusão social, baseado na formação durante os tempos livres dos jovens, com o principal objetivo de promover o desenvolvimento pessoal, a integração social e a empregabilidade dos participantes através de atividades supervisionadas como sejam a formação de competências pessoais e a promoção da 1ª experiência no mercado de trabalho.

O programa tem ainda como objetivo fortalecer e aprofundar as competências pessoais dos jovens participantes por meio da educação em valores, trabalho em equipa e desenvolvimento de competências básicas durante a sua transição para a idade adulta para que os jovens possam definir o seu próprio processo de aprendizagem e o seu futuro, tornando-se cidadãos socialmente ativos.

Foram parceiros locais do projeto a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, o ISVOUGA, e a União de Freguesias de Foz do Sousa e Covelo, Gondomar. Foram parceiros internacionais do projeto a Fundació Catalana de l’Esplai (coordenadores europeus); o Instituto Municipal da cultura e Juventude de Burjassot, Valecia, Espanha; a Archi Solidarietá Onlus, de Itália; e entidade financiadora a Stavros Niarchos Foundation.

Em Portugal, o projeto teve 4 edições (de 2014 a 2015) proporcionando a cerca de 100 jovens com menos oportunidades (situação de vulnerabilidade ou situação de exclusão social e económica), com idades entre os 18 e os 25 anos, a possibilidade de participação com direito a certificação de monitores de tempos livres.

[Image: TRESCA EUROPE]
[Image: Contact]

Precisa de ajuda?

Palácio das Artes | Largo de S. Domingos, 19 | 4050-545 Porto

Tel.: (+351) 223 393 530 | Fax: (+351) 223 393 544

info@empreendejovem.pt